Mude de atitude e a sua forma de agir, emagreça!

Novas açoes e novos habitos

Vimos na semana anterior como podemos mudar e adaptar os ambientes onde convivemos, como o do trabalho e o de casa, para chegarmos ao sonho do emagrecimento saudável e definitivo.

Hoje abordaremos o tema da mudança de comportamento. Esta nova etapa representa a criação de novas ações, que devem ser repetidas até se tornarem hábitos automáticos.

Procure conversar essa semana com pelo menos 3 pessoas que conseguiram emagrecer e se mantêm magras por mais de 3 anos.

O que elas fizeram para emagrecer? E mais importante: o que elas continuam fazendo repetidamente para manter seu sucesso a cada dia, a cada semana, mês e ano? O segredo, repito, não é algo que você faz uma vez com sucesso para emagrecer, é algo que você repete e repete até se tornar sua segunda natureza – um hábito automático.

Depois de conversar com essas pessoas, faça uma lista de suas descobertas. E depois, compare com seus hábitos atuais. Talvez você comece a perceber qual a diferença entre o seu resultado atual e o sucesso dessas pessoas. O segredo está nos hábitos que você precisa adquirir para chegar lá – e se manter lá no topo por muito, muito tempo:

Alguns dos hábitos que cultivo há mais de 4 anos e que são responsáveis por me manter magro:

  • Comer bastante frutas, legumes e verduras diariamente – e adoro isso!
  • Recordar sempre por que é importante me manter magro – quero ficar livre da hipertensão e me manter bonito, atraente, bem disposto…
  • Fazer exercícios físicos em base diária – musculação, caminhada, corrida…
  • Rastrear diariamente as calorias e nutrientes dos alimentos que como…
  • Comer alimentos ricos em fibras
  • Evitar (não disse que é proibido!!!) alimentos muito calóricos e pobres em nutrientes – pães, doces, frituras
  • Ficar atento aos pensamentos autosabotadores, como “só hoje eu posso meter o pé na jaca, que mal tem?” e responder a eles me lembrando do por que é importante me manter magro (saúde, bem-estar, atratividade, beleza, disposição física, receber elogios, etc)

Veja outras pequenas ações, que farão a diferença, e que você pode começar a incorporar na sua rotina até que se tornem hábitos:

Supere o desejo incontrolável por comida

Fique atento aos gatilhos que disparam o impulso de comer. Observe se é assistir a um comercial de alimento, passar em frente a uma vitrine de doces, chegar em casa, um certo horário, se é uma emoção como tristeza, ansiedade ou tédio.

Procure se antecipar aos gatilhos, criando uma nova rotina quando aparecerem que crie uma outra sensação de prazer e alívio sem se comida.

Por exemplo, se sabe que costuma “morrer de fome” no meio da manhã, tenha sempre uma fruta preparada na gaveta. Ou se sente tédio no fim da tarde e uma vontade de comer para se distrair, procure fazer algo diferente, como conversar com um amigo ou fazer outra coisa prazerosa, ao invés de comer.

Planeje o dia de amanhã 

Não deixe algo tão importante quanto sua alimentação e exercícios feitos ao acaso. Planeje os dias e horários de se exercitar. Programe sua ida ao supermercado para comprar comida saudável.

Procure fazer suas refeições sempre no mesmo horário, para acostumar seu corpo a um ritmo. E procure – junto com um nutricionista – estabelecer um orçamento calórico e de nutrientes para seu dia. E se por acaso ultrapassar o limite, procure compensar com exercícios ou “maneirando” no dia seguinte.

Modifique sua definição de saciedade

Ao invés de definir sua saciedade como esvaziar o prato ou comer porque todo mundo está comendo ou está na hora de comer, procure prestar atenção para começar a comer apenas quando está com fome (parece óbvio, mas muitas vezes comemos por impulso, hábito ou distração) e parar imediatamente quando sentir a mensagem do seu estômago dizendo “estou satisfeito”.

Estar satisfeito é diferente de estar cheio. Procure treinar essa diferença. Leva tempo, mas se você persistir, ficará fera e saberá a hora de começar e parar de comer – naturalmente.

Pessoas magras colocam pequenas porções de alimento no prato, e comem pequenas porções durante todo o dia, quando sentem fome, parando logo que estão satisfeitas – não importa o que ainda sobrou no prato.

Enfim, volte aos trilhos e  prepare-se

Você pode recuperar-se após um deslize. Aposto que antes, você aproveitava um deslize para comer mais e voltava apenas no dia seguinte. O hábito das pessoas magras é: Assim você  percebe o que errou, pára e retorna imediatamente. 

Não se esqueça, planejar seu novo comportamento definirá seus novos hábitos, que conduzirão você inevitavelmente ao sucesso – A pessoa magra e saudável que você quer ser.

Lembrem-se: “Temos de nos tornar na mudança que queremos ver.” (Mohandas Gandhi)

Emerson Pacheco

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s