Distinguindo entre a fome emocional e a fome do estômago para emagrecer

7

Semana passada falamos sobre o que é ser um comedor consciente e suas principais características. Hoje quero falar um pouco mais sobre um enorme desafio que atrapalha muitas pessoas que querem emagrecer em atenção plena, a fome emocional ou fome do coração. Esta, consiste em usar a comida para aliviar a ansiedade, o estresse ou qualquer emoção incômoda, e não porque está com fome.

Como um cliente que me disse semana passada, “Quando estou muito estressado ou ansioso, me dou como recompensa, caio dentro da comida e chuto o balde”. Esse tipo de hábito, de se recompensar com comida depois de um dia pesado de trabalho, reforça o uso da comida como fonte de alívio e distração, e fortalece esse hábito de fome emocional, que é um dos principais causadores da obesidade e sobrepeso.

Para ajudá-lo a diferenciar a fome física da emocional, veja a lista abaixo:

Fome física

Tende a vir de forma natural e pode ser adiada;

Pode ser satisfeita com qualquer quantidade de comida;

Uma vez satisfeito, você pára de comer;

Não causa sentimento de culpa.

Fome emocional

Aparece de forma súbita e é percebida como urgente

Causa desejos muito específicos (vontade de comer fast food, coxinha, pizza, etc.);

Você tende a querer comer um pouco mais (ou MUITO MAIS) para se satisfazer;

Pode causar culpa depois da refeição.

Responda abaixo, o questionamento e saiba se você é um comedor emocional

Você come para se sentir melhor (para acalmar se acalmar, quando está triste, com raiva, ansiosa, etc.)?

Você come mais quando está se sentindo estressado ou ansioso?

Você come quando não está com fome ou quando você já está satisfeito?

Você costuma se recompensar com comida?

Você come regularmente até se sentir muito satisfeito?

O alimento faz você se sentir seguro? Você sente a comida como um parceiro nas horas mais difíceis?

Você se sente impotente ou fora de controle em torno de comida?

Se você se identificou com alguma das perguntas acima, é hora de começar a praticar a atenção plena. O primeiro passo é reconhecer o gatilho que dispara a emoção incômoda, por exemplo, um dia trabalhando pesado dispara emoções incômodas de ansiedade e estresse, que por sua vez está associada ao pensamento “só hoje vou comer demais, porque mereço… já me privo tanto…” ou algo do gênero. E aí vem o comportamento da fome emocional, que é uma tentativa de aliviar o estresse, ansiedade ou qualquer outra emoção incômoda.

O outro passo é refletir se esse comportamento de comer para aliviar o estresse, ansiedade, tristeza ou outra emoção resolve o problema ou apenas o adia. Talvez você perceba que é uma atitude de avestruz, que te distrai do problema, mas não o leva embora. Pelo contrário, agora, você associa ao problema a culpa por ter se desviado do objetivo.

O que fazer? Avaliar realisticamente se a fome que está sentindo é do estômago ou do coração (emocional), e se for do estômago, qual é a intensidade (de 0 a 10). Se for do estômago, coma com atenção plena, devagar, saboreando o alimento.

Se a fome for emocional, pense o que pode fazer para resolver o problema que está gerando esses comportamentos ruins, que não seja a solução paliativa e distrativa de comer. Você pode fazer um plano para resolver o problema, ou pode aprender a lidar com a ansiedade, estresse ou a tristeza, aceitando essas sensações sem tentar fugir delas, e pensar o que pode fazer objetivamente para realizar seus objetivos.

Acesse a nosso Facebook, se cadastre e adquira um e-book grátis sobre o assunto e inicie o seu Programa Mente Magra. Você iniciará com meu apoio, sendo o seu coach. Lá você poderá enviar-me por inbox, questionamentos sobre o mindfulness e mindful eating.

Te espero, lá…..deixe seus comentários.

Por Emerson Pacheco

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s