Para refletir neste fim de ano, você está consciente de seus hábitos alimentares?

7

Já comemorando o clima de fim de ano, onde em todo o planeta as pessoas se preparam para celebrarem o nascimento de Jesus e a virada do ano novo. Aproveito para pensarmos com mais perseverança, neste mês de dezembro, no que faz sentido e o que é importante para nós, ou melhor, para você no aqui e agora. Por este motivo, faremos uma revisão sobre os pilares do nosso Programa Mente Magra, um deles você sabe bem: comer com atenção plena.

Quando nos reunimos com os nossos familiares em muitas reuniões, com certeza a comida sempre é o foco da comemoração. Quem não sonha o ano inteiro para chegar logo o Natal, e saborear aquela rabanada incrível, que só a mãe da gente faz. Eu quero dizer, que você pode comer sim o que quiser, mas com  consciência plena, comendo com calma, degustando o prato. Isso reforça a nossa relação com a comida, que,  impacta em nossas atitudes, para com o nosso ambiente e em nós mesmos.

“A beleza da alimentação consciente é que todos nós compartilhamos esta linguagem universal da comida, não importa em qual continente estamos vivendo.”(Caroline Baerten – autora belga, referência em Mindfulness). Li esta frase uma vez e refleti no seguinte, posso até orientar como você deverá, planejar-se para não exagerar na comilança das festas. Mas o principal é se você estará realmente, motivado para resistir a um determinado alimento ou comer sim, mas com cautela e presença.

Como uma prática, a alimentação consciente pode nos trazer a consciência de nossas próprias ações, pensamentos, sentimentos e motivações, e insights sobre as raízes da saúde e contentamento. Por isso, sempre reforço aqui no blog, algumas dicas que o ajudará a lidar no seu dia a dia, como por exemplo, os hábitos alimentares mais comuns que escuto dos meus pacientes:

  • Antes de comer, não saia mastigando simplesmente porque é uma ceia de Natal e todos estão comendo, e tem aquela super variedade de alimentos. Primeiro, se pergunte se está realmente com fome. Avalie numa escala de 0 a 10 seu grau de fome e durante a ceia continue avaliando e pare quando chegar no 9. Não pare apenas quando estiver satisfeito. Treine o autocontrole parando sempre antes;
  • Faça escolhas inteligentes. Se puder optar entre um refrigerante a suco, opte pelo suco natural, sem açúcar. Entre uma rabanada e um uma castanha ou noz, escolha as sementes, porque ambos têm carboidratos e gorduras, mas os últimos são mais saudáveis;
  • Quando resolver comer, use a seguinte regra: quanto mais calórico um alimento, mais devagar você deve comê-lo. E, regra geral, coma devagar e saboreando prazerosamente qualquer alimento, e SEMPRE coma quando estiver com fome no estômago, diferenciando entre a fome real e a psicológica.

Enfim, respire, mastigue devagar, relaxe, e desfrute. Mantenha a consciência e curta as comemorações de fim de ano!

Semana que vem, tem mais…

Emerson Pacheco.

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s